quinta-feira, 25 de junho de 2009

MARROM!

quando crescemos
deixamos pra tras a fantasia
nos pintamos de maturidade
e assim levamos a vida


não vemos formas nas nuvens
nem gostamos das historias
de bicho papão


sonhos não nos dizem mais nada
a lua não nos diz mais nada
tudo fica serio
cisudo e maluco


um pouco neurotico
muitos narcorticos
em luzes monocromaticas


quando crescemos não
sentamos mais no chão
não roubamos maçãs maduras
tudo não passa de um eterno e pleno..

MARROM!



[ana carolina]

"eu canto em portugues errado, acho que o imperfeito não participa do passado. Troco as pessoas, troco os pronomes ... "
[ignore meus erros ]

2 comentários:

Tiago. †† disse...

beautiful

dirtyfastfood disse...

verdade,
As vezes me perco um pouco no marrom, nada tão adulto ainda,
mas muitas vezes me vejo no marrom, nada tão profunda ainda, mas as vezes me afundo no marrom.

não me deixe perder as cores, jogue um balde de tinta em mim se for preciso mas não me deixe perder as cores.